Os exageros de mãe…

Mãe de primeira viagem é sinônimo de excesso de medos e de zelo. É isso que acontece comigo. Escolhemos um resort para termos toda comodidade e conforto possível para quem viaja com um bebê. Depois de muitos telefonemas para o hotel, a fim de averiguarmos se tinha realmente todo o necessário, escolhemos o Venta Club. As cinco malas e outras duas de mão levaram todo o necessário para qualquer emergência. Não faltou nada. Até a caixa de remédios com aqueles elencados pela pediatra e os outros que eu julguei importantes estavam lá. Roupas para o frio, outras pro calor… mamadeiras para suco, iogurte e água… biscoitos para o lanche e sopinhas da Nestlé por precaução… chinelo, tênis e sandália… toalha para o banho, para a praia e o roupão de esquentar o Pedro. Daí dá pra tirar a conclusão: coisa em excesso. Mas, como uma boa mãe de primeira viagem e muito cautelosa, não podia faltar nada. Ah, não podia me esquecer dos três frascos de protetor solar que eu comprei só para o Pedro, do protetor labial, da loção pós-sol, do hidratante para bebês, e dos três bonés que eu levei.  Começo a rir só de pensar.

Meu marido fala, repetidamente, que sou excessivamente responsável e que seria mais feliz se esquecesse algumas coisas de vez em quando. Todos dias de manhã era uma história. Duas bolsas de mão para levarmos pra praia. Uma só para a câmera, a filmadora, o celular, os CDs da filmadora, etc. Outra para levarmos as coisas necessárias. Roupas para o Pedro, fralda de piscina, sunga extra, fraldas de pano, protetor solar, mamadeira para suco e copinho para água, sopinha, colher… uma infinidade de coisas. Daí, eram duas horas só pra arrumar a tralheira. Aos poucos fui percebendo que podia ser menos “preocupada” e podia me divertir de fato. As bolsas de mão foram diminuindo. Outro medo era fazer passeios com o Pedro. O Alê adora conhecer lugares diferentes e insistiu que saíssemos do hotel e fechássemos algum passeio. Depois de muita insistência e ponderações, decidimos conhecer a Praia dos Carneiros, destino que prometia  passeio de Catamarã e uma beleza natural indiscutível. Fomos na quinta-feira. O Pedro não só adorou como se divertiu muito.  As piscinas naturais do lugar eram excelentes para crianças e, quando o Pedro cansou, colocamos uma esterinha e ele dormiu ali mesmo, o melhor sono de todos. Com o bom resultado do primeiro passeio, programamos outro: um passeio de buggy para irmos de Muro Alto a Maracaípe passando por Porto. A estrada onde passa o buggy era a pior possível e parecia mais um rali. Nem isso estragou o passeio e o Pedro fez foi cochilar enquanto o buggy balançava desviando dos buracos. Essas experiências me permitiram ver que é possível fazer tudo com ele sem deixar de ser uma mãe zelosa. Ao chegarmos em Brasília e refazer as malas para Caldas Novas, nosso segundos destino, tirei todo excesso e levei três malas a menos. Combinei com o Alê que iríamos sair do hotel só com aquilo que, de fato, precisaríamos. É possível. E libertei de alguns exageros e não nos faltou nada.  Em Caldas Novas, além de soltarmos ele nas piscinas quentes com a maior descoberta da viagem – a bóia de braço, ele ainda foi ao Hot Park, um parque aquático enorme, recentemente construído no local, e lá aproveitou todas as atrações do lugar, desde os toboáguas até um passeio de pedalinho na lagoa quente. Descobri que meu filho é mais que um peixe… é o futuro medalhista olímpico da natação brasileira. Assim, com as experiências, descobri que tudo é possível ser feito com uma criança. Que todos os medos não passam de inexperiência e que, no próximo filho, tirarei de letra.

 

Tags: , , , ,

3 Respostas to “Os exageros de mãe…”

  1. Samantha Says:

    Oi Suzy, nossa que delicia de sono esse depois de brincar tanto né?
    Quero muito levar o Theozinho num passeio assim. Da ultima vez que eu levei ele na praia, ele ficou louco com agua, mas estava ventando muito e as águas aqui do Rio de Janeiro não são muito calmas e nem tampouco quentes…rsrsrs Estamos sem tempo para um passeio mais longe… morar no perto do centro da cidade é isso…
    Mas prometo tirar muitas fotos quando o meu garotão for na praia e se divertir na água.
    Mesmo com todas as preocupações de mãe… você vai e se diverte, eu fico com taaaaaanto medo que nem vou..rsrsrs

  2. Samantha Says:

    Ah outra coisa, eu tenho PAVOR de avião, tenho uma melhor amiga que foi morar aí em Brasília há uns 2 anos, e só vejo ela quando ela vem no Rio…rsrsrs
    Mas agora ela está grávida, vindo menos aqui e eu morreeendo de saudade dela!
    Será que um dia perco o medo de aviao e passeio por aí?
    Bj e bom final de semana

  3. nelma Says:

    oi suzy!!!é isso mesmo na 1ª viagem levamos o quarto do bb rsrs, mais na segunda com a experiência que adquirimos as malas se tornam mais leves…é ótimo aproveitarmos tudo com nossos bbs..e isso ñ nos torna mães irresponsáveis ñ!!mais do que isso oferecemos aos nossos filhos os prazeres da vida, conhecer outros lugares e sair da rotina que é o melhor…bjsss o pedro ta cada dia mais lindo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: