Colecionando diagnósticos!

Ultimamente ando colecionando diagnósticos de doenças do Pedro. Roséola, princípio de pneumonia, escarlatina, bronquite, intoxicação medicamentosa e, a mais recente, amidalite. Tudo isso num intervalo de um ano, somados, ainda, a várias complicações respiratórias que vão e vem deixando seus vestígios. Afff. Confesso estar cansada disso. Não que eu me canse do meu filho ou de cuidar dele. Isso nunca! O que me cansa é fazer tudo que está ao meu alcance – humanamente falando – e não obter resultados. Falam que eu sou uma mãe exagerada. E, de verdade, até esses comentários estão me enchendo. O Pedro come super bem, não costumo nem mesmo alterar os horários de sua alimentação. Já disse que ele tem todas as vacinas pagas – o Alê gastou uma fortuna pagando-as. Ele não vai à creche. Dorme muito bem desde que nasceu. Mamou até um ano de idade. Teve todos os cuidados necessários quando recém-nascido. Quando está frio, só sai agasalhado. Não toma chuva. Sol só na dose certa, etc. Minha prioridade nº 1 é o Pedro desde que engravidei. Por outro lado, também não sou neurótica e deixo que ele se divirta na piscina de vez em quando, não deixo de viajar, passeio e até libero umas guloseimas porque o pimpolho merece. Mas todo esse cuidado não tem sido suficiente para que ele melhore. Temos gastado uma fortuna com homeopatia para que o Pedro dê um tempo dos remédios fortes, no entanto, o resultado também tem sido frustrante. Não dá 15 dias, o Pedro volta a adoecer. Daí chega a parecer mentira quando digo que ele não está bem ou quando anuncio um novo diagnóstico. De domingo à noite pra cá, a febre do Pedro tem sido ininterrupta, chegando a 39°. Não tem como não me preocupar. E o mundo continua a cair no meu trabalho. Hoje acordei às 6h30, cheguei ao consultório às 8h (hora em que abre) e já tinham cinco pacientes à espera do médico. Conclusão: cheguei às 10h30 no serviço. Estou cansada. Queria eu poder adoecer. Que fosse comigo. Eu agüento. Mas o que não agüento mais é ver o pimpolho doente. Me sinto mais que fracassada. A mãe “exagerada”, como costumam me chamar, não conseguiu manter o filho saudável durante mais que 15 dias. Talvez essa seja uma forma de Deus me deixar mais perto D’ele e me pedir que eu volte a intensificar as minhas orações. E é isso que pretendo fazer. Se humanamente eu já fiz tudo que pude, cabe, agora, deixar Deus agir. Aliás, hoje é dias de iniciar a novena que antecede o Natal. Que meu filhinho fique bom logo. Amém!

Tags: , ,

5 Respostas to “Colecionando diagnósticos!”

  1. Paizinho Says:

    Ser mãe é padecer no paraíso. Diz o dito pupular. Não existe mãe exagerada quanto o assunto é a saúde do filho. Mas é preciso ter paciência. Você está fazendo a sua parte, o Alê esta fazendo a dele, cabe deixar a mnedicina e a natureza completar o trabalho. Deus é sábio e preciso. Ele não dá um fardo que você não possa carregar. Ainda bem que o Pedro dorme bem, se alimenta bem, esta totalmente protegido pelas vacinas e tem bons cuidados dos avós (pais do Alê). Mas o organismo dele não está tendo tempoo para se recompor de um doença e jká tem que combater outra. E isso abala a imunidade dele. Tenha calma. Continue cuidando com amor do seu pimpolho. Dentro de pouco tempo o organismo dele adquire auto-defesa contra essas deonças e você sossega. Pelo menos com relação à doença pois depois vem escola, amiguinhos, esporte, passeios, etc…
    Ser mãe é vocação, não opção.

    Começaremos a novena de natal hoje lá em casa.
    Beijos, boa novena, vou rezar por voces.

  2. Kelly Says:

    Suzana Calma… é claro que rezar ajuda, mas o que não esta ajudando em nada é o tempo, principalmente o daqui de São Paulo.
    O Matheus tbm está passando pelos mesmos problemas, febre alta, tosse, bronquite, e ante ontem ainda tive que correr ao Pronto Socorro Sozinha, pq meu marido estava preso no transito, e eu nao podia espera-lo visto ao quadro em que meu pequeno apresentava. A garganta dele fechou completamente dificultando a passagem de ar, agua, saliva, ele ficou muito mal mesmo. Corri para o PS e lá ele seguiu para uma mega inalação com adrenalina para abrir a garganta. Saimos de lá 1 hora da manhã com uma nova receita de medicamentos, veja que eu já tinha gasto uma fortuna em remedios na consulta que ele tinha passado a 2 dias atras, e agora foram trocados por outros que custaram mais uma nova fortuna.
    Estou evitando de postar essas coisas no blog por que parece que só falo de doença, mas nao é isso não… O Matheus come MUUUUITO BEM, é muito saudavel e feliz, mas quando tempos essas mudanças repentinas de clima é inevitavel que algo se altere na saúde dos pequenos.
    Falo como vc… nao me cansa cuidar do meu filhote, me cansa é cuidar das crises de dodois que ele apresenta, pois nem sei qdo foi a ultima vez que dormi nestas ultimas semanas, meu rendimento no trabalho anda em baixa, e meu cansaço nas alturas.
    Contudo ainda agradeço a Deus porque meu pequeno é muito, muito saudavel mesmo, acho que tudo isso vai passar assim que sua imunidade seja mais resistente e isso vai acontecer naturalmente até que ele completa 2 anos. Até lá… Vamos pedindo a Deus que nos ajude dando muita saúde aos filhotes mas pra nós também. (rs)

    Fica bem Susana, seu filho é lindo, saudavel, e feliz porque ele tem uma mãe maravilhosa.

    Muitas Beijocas

  3. Ana Paula - Mamãe do João Victor Says:

    Oie Suzana!
    Realmente nos sentimos assim quando os nossos pimpolhos ficam doentes… super mal…Eu sempre me pergunto: o que Eu fiz de errado? Que cuidado a mais eu deveria ter tomado pro meu filho adoecer novamente?
    Como te falei, o João tem rinite alérgica… então é constante as recaídas dele… fico sem paz e arrasada como mãe, porque tomo todos os cuidados como vc, não pega chuva, friagem de jeito nenhum , tb já tomou todas as vacinas e mesmo assim, volta e meia tá doente…
    mas continuo c o tratamento e tenho fé que daqui a pouco , essas crises frequentes vão passar.
    Tenho a certeza que vc assim como eu, sempre fazemos o melhor para os nossos filhos .
    Tenha Fé..
    Que Deus esteja com vocês.
    Um abraço.
    Ana Paula.

  4. Adri Says:

    Por aqui é igual! sem tirar nem por…a única diferença é que minha filha vai a creche e não aguento mais todos jogarem a culpa na dita cuja da escolinha. Tenho certeza de que se minha filha ficasse em casa seria igual, é o corpo adquirindo suas imunidades. Não precisava e não deveria ser assim não? a última da Giulia foi essa..dois dias com 40 de febre e três diagnósticos diferentes. Só coração de mãe pra aguentar isso mesmo.
    Escrevo para que sintas que não estás sozinha.
    beijos e melhoras

  5. Vivi e Francisco Says:

    Hohohoho… estamos passando para desejar um Feliz Natal….

    Beijos

    Francisco, Vivi e Gelson

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: